Dando continuidade a nossa Campanha de Transparência, vamos revelar mais uma fatia do nosso orçamento. Especificaremos os valores referentes aos encargos sociais, que são destinados para o Governo, e também os impostos incidentes sobre as notas fiscais emitidas. No caso da EIM Instalações Industriais, o regime tributário é de Lucro Presumido. E isto deve ser levado em consideração pelos nossos leitores.

No Lucro Presumido, ao contrário do regime de Lucro Real, a empresa recolhe os impostos, incluindo o Imposto de Renda, com base em uma presunção de resultados determinados em lei pelo Governo.

Conhecendo os Custos Fiscais

Na tabela abaixo, apresentaremos os impostos que incidem diretamente sobre o valor total da nota fiscal, como PIS, Cofins, CSLL, ISS, Imposto de Renda etc. Vale ressaltar que o percentual do ISS – Imposto Municipal – pode variar de cidade para cidade.

É um instrumento que pode facilitar em muito o dia a dia contábil da empresa, mas que pode penalizar a empresa, principalmente quando a mesma atravessa períodos recessivos.

Para saber o detalhamento completo, baixe o PDF abaixo. Você acompanhará as tabelas que explicam como os cálculos dos encargos sociais, custos fiscais e o cálculo final são realizados.

Ainda não acabou….

Nossa conversa sobre a transparência dos nossos orçamentos continua. Há novas fatias a serem dissecadas em breve. Fique atento!

EIM. Coragem de mostrar a cara e ser transparente há 65 anos.

Em comemoração aos 65 anos da EIM Instalações Industriais, lançamos uma campanha ligada à transparência, um de nossos valores, que visa mostrar os bastidores de um dos processos mais importantes de nossa empresa: a formação do preço de venda de nossa equipe de profissionais. A planilha completa foi dividida em 4 grupos, a saber:

• Despesas Administrativas
• Sócios / Lucro
• Colaborador
• Governo

Resolvemos lançar o gráfico sem apresentar quem é quem para podermos, primeiramente, estimular todas as pessoas envolvidas com o setor de construção em geral, tais como clientes, fornecedores, colaboradores e amigos, a participarem de uma enquete em que os primeiros que acertassem quem ocupa cada uma das fatias do gráfico de pizza iriam ganhar brindes que são lembranças de um momento histórico e importante para todos nós que fazemos parte da EIM, especialista em desafios desde 1956!

Postagem publicada nas redes sociais convidava os seguidores para entender como nossos orçamentos funcionam

Somos especialistas na indústria desde 1956. E conquistamos isso quebrando paradigmas.

Apesar de nossa empresa ter sua atuação preponderantemente voltada para a execução de instalações elétricas, mecânicas e hidráulicas industriais, a composição dos custos que será apresentada se adequa a todos os tipos de clientes que usem mão de obra como ajudantes, eletricistas, mecânicos, bombeiros, pintores, encanadores, soldadores etc. Também é uma forma de os clientes saberem, de forma mais detalhada, todos os custos que estão inclusos nas propostas que recebem quando vão instalar ou ampliar seus empreendimentos. Será também uma oportunidade ímpar de quebra de muitos paradigmas e também um despertar para muitas questões que passam despercebidas pela maioria das pessoas, incluindo aquelas mais diretamente ligadas ao mundo das obras em geral.

A primeira fatia do gráfico divulgado é relativa aos valores que efetivamente são repassados aos colaboradores e que são essenciais ao seu desempenho profissional, tais como salário, encargos sociais, refeição, transporte, exames de toda ordem, ferramentas individuais e Equipamentos de Proteção Individual (EPI´s).

Dividindo a fatia do colaborador

Apresentamos a seguir os primeiros valores que compõem a fatia 01 – Colaboradores. Para evitar discrepâncias, resolvemos usar o salário médio entre ajudante e profissional, que são o grande percentual na alocação de equipes nas obras.

Baixe o PDF abaixo e obtenha o conteúdo completo, que traz mais explicações sobre cada subitem da planilha acima, como encargos sociais, refeição, transporte e EPIs, exames e ferramentas individuais. O único ponto não abordado é o item salário, porque, conforme já informado anteriormente, para evitar discrepâncias, resolvemos usar o salário médio entre ajudante e profissional (constantes da Convenção Coletiva do Sindicato da Construção Civil – Sinduscon CE 2021-2022), que são o grande percentual na alocação de equipes nas obras. Cada leitor poderá usar os salários relativos a sua convenção coletiva.
A conversa sobre orçamentos vai continuar….

E assim concluímos este primeiro artigo de uma série que ora se inicia. A cada novo artigo estaremos dissecando cada uma das fatias da pizza de custos de nossa planilha de composição do valor de venda de nossa mão de obra. Outras surpresas já estão sendo preparadas! Aguarde e fique atento!

EIM. Coragem de mostrar a cara e ser transparente há 65 anos.

Antes de começar uma grande obra é preciso escolher um grande parceiro. E foi o que a Mizu Cimentos fez quando nos escolheu para a montagem mecânica de uma unidade de expedição de cimento em Caucaia (CE). Estamos muito felizes com a parceria, sejam bem-vindos!

EnglishPortugueseSpanish